Ianda Guiné! Djuntu apoia os cidadãos da Guiné-Bissau a organizarem-se para, djuntus, encontrarem soluções para os problemas das próprias comunidades e participarem na resolução dos desafios nacionais.
Oportunidades de formação, orientação, reforço de capacidades, assistências técnicas e de financiamento apoiam iniciativas que procurem resolver problemas coletivos, melhorando a qualidade de vida das comunidades em todo o país.

Objetivos e resultados esperados

A Ação Ianda Guiné! Djuntu contribui para que os cidadãos da Guiné-Bissau sejam protagonistas na resolução de problemas coletivos, através do reforço da participação e atuação de Coletivos de Cidadãos Organizados (CCO) para a resolução dos seus problemas.

Para tal, Ianda Guiné! Djuntu, mediante o desenvolvimento do ‘Método Djuntu’, proporciona apoios em todo o território nacional, envolvendo os cidadãos organizados em estruturas de base comunitária, para que possam beneficiar de auxílios normalmente restringidos a organizações com mais experiência.

Ianda Guiné! Djuntu também apoia os CCO de longo percurso e experiência consolidada, por meio de subvenção ao funcionamento, para potenciar processos de mudança mais sólidos, orientados para a realização dos seus princípios e finalidades, garantindo assim um impacto durável.

Outra importante componente desta Ação concretiza-se na área do conhecimento e parcerias, a partir da identificação do conhecimento existente e a criação de novo, facilitando o acesso a estes, assim como a informação de interesse, em todos os cantos do país, promovendo o diálogo e a ligação em rede, a partilha de experiências entre coletivos, e, ainda, a ligação com a diáspora guineense e as instituições públicas, que também são uma vertente de trabalho desta Ação.

O ‘Método Djuntu’ é inovador, na medida em que: (1) não implica muita experiência de atuação nem de gestão prévia de grandes montantes financeiros anteriores; (2) o coletivo pode estar legalizado ou não; (3) a receção de propostas está permanentemente aberta; (4) são disponibilizadas ferramentas simplificadas para substituir a formulação convencional; (5) permite uma aprendizagem baseada na prática, garantindo acompanhamento e reforço de capacidades; e (6) a comunidade participa no processo de identificação do problema e da solução, mas também acompanhamento durante a implementação.

Ianda Guiné! Djuntu destaca:
• Presença de 8 escritórios de apoio a nível nacional;
• 369 apoios concedidos aos CCO, num valor de aproximadamente 3.000.000 XOF (três milhões de Francos CFA) cada;
• 5 apoios concedidos aos CCO de longo percurso e experiência consolidada, num valor total de aproximadamente 78.000 € (setenta e oito mil euros);
• Mais de 100 ações de produção e partilha de conhecimento em diferentes modalidades: reportagens, estudos, debates, djumbais, ateliers, workshops, etc., em todo o país;
• Constituição de um repositório digital de publicações;
• 8 centros de recursos equipados para apoiar aos CCO em todas as regiões;
• Trabalho com 12 rádios comunitárias.

As áreas de intervenção da Ação Ianda Guiné! Djuntu são: Bolama/Bijagós | SAB | Oio | Cacheu | Bafatá | Gabu | Quínara | Tombali | Biombo | Diáspora guineense
O implementador da Ação Ianda Guiné! Djuntu é: IMVF – Instituto Marquês de Valle Flôr

Notícias

Contactos

Menu