Em muitos casos, o cultivo de legumes e frutas na Guiné-Bissau é uma atividade realizada por mulheres horticultoras, com impacto positivo nas condições de vida das famílias em áreas urbanas e rurais.
Ianda Guiné! Hortas apoia novos modelos sustentáveis de produção, transformação e comercialização de hortícolas, procurando assim melhorar as suas condições de trabalho bem como a qualidade de vida das suas famílias e comunidades.

Objetivos e Resultados Esperados – Bissau

A Ação Ianda Guiné! Hortas (Bissau) contribui para a melhoria de sistemas de produção hortícola numa perspectiva agroecológica e o reforço de serviços de apoio à fileira hortícola, através da capacitação dos atores da fileira e numa perspectiva de educação nutricional das horticultoras.

Para tal, Ianda Guiné! Hortas (Bissau), aposta na formação e experimentações agrícolas participativas com as horticultoras de Bissau (2 ciclos de 2 anos), através da Metodologia ESSOR; contribui a melhorar o acesso a insumos, equipamentos agrícolas e sistema de irrigação; apoia a criação de unidades de produção de insumos agroecológicos (biopesticidas etc.); investe na análise da fileira hortícola em Bissau, incluindo estudo de mercado sobre legumes; e trabalha na elaboração e implementação de uma estratégia comercial sobre legumes e agroecológicos.

Ianda Guiné! Hortas (Bissau) faz o acompanhamento social e familiar das horticultoras, reforça a gestão das associações de produtoras, oferece formações técnicas e metodológicas aos parceiros (Asas de Socorro, Cintura verde, Universidade Amílcar Cabral), além de realizar intercâmbios de experiências e concertação para assegurar a agricultura urbana.

A sensibilização às horticultoras para uma nutrição sã e equilibrada e a realização de um inquérito inicial e final para medir o aumento do consumo de legumes (quantidade, diversidade, frequência), também são aspectos que estão a ser trabalhados pela Ação.

O Ianda Guiné! Hortas em Bissau destaca:
• Cerca de 800 produtoras beneficiadas;
• Aumento de 15% do rendimento agronómico;
• Realização de 6 eventos de promoção da fileira hortícola;
• Cerca de 8 associações de produtoras apoiadas;
• Cerca de 800 horticultoras sensibilizadas sobre nutrição.

Os implementadores da Ação Ianda Guiné! Hortas em Bissau são: ESSOR (requerente) | Asas de Socorro

Objetivos e Resultados Esperados – Cacheu e Oio

A Ação Ianda Guiné! Hortas (Cacheu e Oio) contribui para aumentar os rendimentos e reduzir a insegurança alimentar e nutricional das/os produtoras/es da fileira hortícola, através da dinamização da fileira hortícola nas áreas de intervenção e da melhoria da qualidade de dieta das famílias das/os produtoras/es da fileira nessas áreas.

Para tal, Ianda Guiné! Hortas (Cacheu e Oio) está a aumentar e diversificar a produção hortícola. Para atingir esse resultado, está a ser aplicado o sistema de clubes de agricultores, com uma estrutura composta por 40 grupos de produtivos, 02 campos pilotos, 10 unidades produtivas, distribuição de sementes e materiais agrícolas, melhorias na vedação dos campos, melhorias nas fontes de água e uma alta componente de capacitação com temáticas relacionadas à produção, comercialização e consumo tais como eco horticultura, nutrição, agronegócio, entre outros.

Ianda Guiné! Hortas (Cacheu e Oio) visa também à melhoria na segurança alimentar dos horticultores beneficiários e de suas famílias, através do aumento da produção e a consequente diversificação. Isso pode ser verificado não apenas pelo aumento do consumo de vegetais e legumes frescos, mas também pelo aumento da renda familiar através da venda do excedente da produção.

A implementação de um programa de capacitação bem estruturado para os beneficiários que inclui técnicas de horticultura, que serão combinadas com técnicas atuais e inovadoras nas áreas de eco horticultura, nutrição, gestão de rendimento, agronegócio, entre outras, também são aspectos que estão a ser trabalhados pela Ação.

O Ianda Guiné! Hortas em Cacheu e Oio destaca:
• 2.000 horticultores/as beneficiários diretos;
• 40 aldeias organizadas no sistema de farmers club;
• 60 jovens capacitados em técnicas de Hortifruticultura e Nutrição;
• 120 cozinheiras formadas em Cozinha Criativa Sensível à Nutrição;
• 2 centros de produção, conservação e transformação de produtos hortícolas criados;
• 2 cooperativas de produção agrícola criadas.

O implementador da Ação Ianda Guiné! Hortas em Cacheu e Oio é: ADPP-GB

Notícias

Contactos

Menu